Seguidores

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Turkish Angora

O Turkish Angora é um possível descendente do Gato de Pallas (Felis manul), também conhecido como Manul, um pequeno felino de pelagem densa e orelhas pequenas que habita as regiões montanhosas da Ásia. Reza a lenda que o pequeno gato foi domesticado pelos tártaros que habitaram a Ásia Central entre os séculos XIII e XVI.

O Turkish Angora é um dos primeiros gatos de pêlo comprido a "desembarcar" em solo Europeu. Pensa-se que o Angorá tenha chegado a França e Inglaterra no século XVII, oferecido por sultões turcos aos nobres de ambos os países. A raça passou relativamente despercebida até que em meados do século XVIII, quando os criadores começaram a fazer a reparar nas diferenças entre o Persa e o Turkish Angora. Mas, durante o período Vitoriano, o Persa era a raça de eleição, e o Turkish Angora era utilizado apenas para aperfeiçoar essa raça. Durante séculos, as raças de gatos de pêlo cumprido eram apenas apelidadas de Angoras na Inglaterra. O Turkish Angora ainda não é reconhecido como raça no Reino Unido, apesar de já ter sido aceite pelos outras principais associações de gatos internacionais, como por exemplo, a FIFé.

Os cruzamentos entre o Turkish Angora e

os Persas colocaram a raça turca à beira da extinção, no início do século XX. No país de origem da raça, a Turquia, existiam ainda vários exemplares no Ankara Zoo. Diz-se que terá sido o programa de reprodução do Zoo que terá evitado que a raça se extinguisse. Certo é que depois da Segunda Guerra Mundial, o Turkish Angora foi exportado da terra natal para o continente europeu e americano.

Na Turquia, o Turkish Angora é uma raça protegida e é um dos animais emblemáticos do país, figurando inclusivamente em selos.

Temperamento

O Turkish Angora é inteligente e gracioso. Embora goste de calma e sossego também se revela brincalhão e buliçoso. A sua personalidade é sobretudo apreciada por ser um dos gatos mais dóceis e afectuosos. É uma boa companhia para crianças e idosos. De espírito nobre e delicado, são curiosos e participativos.

O Turkish Angora é bastante adaptável e convive bem com outros animais, incluindo cães. Mas a sua personalidade forte faz dele muitas vezes o líder da família, subjugando inclusivamente o cão.

Aparência Geral

O Turkish Angora é um animal magnífico de porte médio no caso das fêmeas, sendo os machos ligeiramente maiores.

Com proporções equilibradas, o Turkish Angora é um gato elegante e bem musculado. A cabeça de tamanho pequeno a médio termina num nariz comprido e é ornada por orelhas grandes e pontiagudas Os olhos médios de formato amendoado, podem ser de todas as cores admitidas para gatos. As patas são compridas e esguias e a cauda é comprida e felpuda.

Tipo de Pêlo

A pelagem só tem uma camada de pêlo, a exterior. O pêlo é comprido, fino e sedoso, mas com pouco subpêlo. Os fios são de tamanho médio.

O Turkish Angora é sobretudo apreciado na sua pelagem branca. Acredita-se que o branco era a cor original dos primeiros gatos desta raça que chegaram à Europa.

Contudo, os criadores têm-se dedicado a explorar novos padrões e hoje em dia, o Turkish Angora pode ser encontrado em quase todas as cores comuns nos gatos. Todas as cores são permitidas, excepto padrões pointed, chocolate e lilás, canela e fulvo. Em pelagens com branco, esta cor pode ser encontrada em qualquer parte do corpo e em qualquer extensão.

Saúde

O Turkish Angora é uma raça saudável. Existem contudo duas doenças genéticas com alguma incidência na raça: Ataxia e Cardiomiopatia Hipertrófica Felina.

A Ataxia reflete-se na falta de coordenação dos movimentos musculares o que faz com que o gato não aprenda a andar e tenha uma morte prematura. A Cardiomiopatia Hipertrófica é um problema que transversal a todas as raças de gatos, incluindo o Turkish Angora. Afecta o músculo do coração, o miocárdio, que não consegue bombear a quantidade de sangue suficiente para as células.

Os angorás todos brancos e com olhos azuis são atreitos à surdez.

Higiene

O pêlo lustroso do Turkish Angorá não tem tendência a emaranhar-se e portanto requer menos cuidados do que as outras raças de pêlo comprido. Não deixe contudo de escovar frequentemente o gato.

Um comentário:

  1. esta td tao maravilhoso aqui q nem sei oq dizer !! estou amando !

    ResponderExcluir