Seguidores

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Cinto de segurança: cuidado para cães e donos



O seu cachorrinho fica muito agitado quando sai para passear de carro?

Durante uma viagem ele gosta de pular para o banco da frente e ficar olhando pela janela? Então cuidado: o Código de Brasileiro Trânsito prevê multa de R$ 85,13 e perda de quatro pontos na carteira de habilitação se o animal estiver entre os braços e pernas do condutor. Também é proibido levar o animalzinho na parte externa, como por exemplo na caçamba de um veículo, e a multa é de R$ 127,69 e perda de cinco pontos na carteira.

Para resolver esse problema, as empresas que vendem produtos para animais lançaram o cinto de segurança para cães. Como exemplo, podemos citar a BitCão que desenvolveu o produto em três tamanhos, sendo pequeno, para animais entre 5 e 10 Kg, médio, para cachorros entre 10 e 20 Kg, e grande, entre 20 e 40 Kg.

O cinto é indicado para animais muito agitados e que gostam de ficar no banco do passageiro, ao lado do dono que está dirigindo.

Normalmente, o produto possui um cinto de segurança ajustável que é encaixado na presilha do banco traseiro do carro, além de uma parte peitoral. Como um cinto comum, o animal fica preso e não corre o risco de se machucar durante uma colisão. Entretanto, o cinto também permite que o cãozinho fique sentado ou deitado.


Um comentário:

  1. Òtima dica de segurança. Seu blog é muito bem escrito. Parabéns

    ResponderExcluir